REFLEXÃO: Em que você crê?

REFLEXÃO: Em que você crê?

Em que você crê?

Por Josisley Souza

Olá Passageiros, a paz do Senhor!

Já à algum tempo não escrevo nada, resolvi abrir o bloco de notas e jogar alguns pensamentos. Vou tentar fugir da rotina de discussões políticas.

Pense comigo. Em que você acredita? O que motiva sua vida? Como a sua fé se relaciona com o seu dia a dia social, na empresa, na escola, com os amigos, com as pessoas que você se conecta pelas redes sociais? Qual a impressão que o mundo ao nosso redor tem de você?

Estes questionamentos me levaram a passagem, onde Paulo fala do seu espinho na carne, a saber:

E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. (2 Coríntios 12:7)

São muitas as discussões sobre esta passagem, mas a mim a leitura é direta. Paulo não era um homem perfeito, e durante sua vida, havia algo, talvez um pecado, que o perturbava, como um espinho que lhe fere a carne.

Esta passagem é muito rica, para quem perceber que Paulo foi um homem, um ser humano, assim como o pastor, eu e você. E enquanto homens, somos falhos, a nós é impossível alcançar a perfeição do nosso criador (Deus).

Se por um lado esta constatação nos remete a constante busca pela graça do Pai, para outros soa como se a salvação, prometida por Jesus ao nos libertar na cruz, fosse algo inalcançável, impossível para nós homens/mulheres.

E esta descrença da possibilidade de salvação, vem a falta de temor, e sem o temor, vem a impossibilidade de enxergar o que não é lícito aos olhos do Pai, dando espaço para que o “mundo” tome o nosso coração, nos levando para longe do amor de Deus.

Respondendo a questão inicial, creio que Deus, em sua grandeza e plenitude, rege minha vida e nos dá o livre arbitrário, para irmos da direita para a esquerda, ir e voltar, levantar e abaixar. É muito difícil compreender, que um ser onisciente e onipresente, seja capaz de nos dar o livre arbítrio, mas não devemos esquecer, que toda a palavra a nós revelada, intenta em demandar nossas necessidades básicas e nos guiar para a plena salvação.

Continuando, todos nós temos nossas feridas e espinhos, e Deus nos guia pelos melhore caminhos, e nós escolhemos, andar pelo caminho mais lento e chegar de forma segura, ou pelo mais rápido e eventualmente prazeroso para o corpo, mas não chegaremos juntos ao Pai.

Se a sua fé declarada, esta diante do Deus único e trino, atente para estar próximo do seu trono, alimentando-se da sua palavra, do seu amor, da sua virtude e graça.

As lágrimas são a todos, o vento, a chuva, o sol e a noite. Mais principalmente a palavra que o Pai nos deixou. A bíblia nos alerta “quem tem ouvidos ouça o que o espírito diz a igrejas” (apocalipse 2:7), esta passagem quando lida por um jovem ou ancião tem o mesmo peso. Pense nisto.

Que Deus nos abençoe!

Comentários no Facebook