Igrejas dos nossos dias

Igrejas dos nossos dias

 

A paz do Senhor Jesus Cristo!

Gostaria de compartilhar com os irmãos algo que tenho visto e que tem me preocupado muito, a igreja evangélica tem se tornado muito parecida com a igreja católica, ou vice-versa?

As igrejas ditas evangélicas estão aderindo a prática de levar amuletos, que na visão deles são pontos de contato com Deus, mas na minha são simples amuletos. Nós evangélicos, sempre condenamos os católicos por terem as “imagens de escultura” em casa, mas estamos fazendo exatamente a mesma coisa. Quando eu passo a acreditar que um simples lenço “ungido por um servo de Deus” pode trazer o meu milagre, ou porque estou tomando um copo d`água que coloquei em cima da televisão ou do rádio enquanto o pastor orava, serei limpo de tudo o que tem me feito sofrer.

Nós brasileiros, talvez por nossas raízes afro, temos um lado místico muito forte, basta ver que temos horóscopo no jornal, na revista, na rádio, na televisão e na internet (mesmo que cada um diga uma coisa) e tem muita gente que não sai de casa sem consultar seu signo. Este problema foi levado para dentro das igrejas “evangélicas”, hoje há “crentes” que não saem de casa sem ler a caixinha de promessas, como se Deus só tem palavras de bênção e nunca uma correção. Muitas vezes abrem a caixinha e querem uma resposta para as suas dificuldades financeiras, em vez de “tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4:13)  deveriamos tirar o papelzinho com Provérbios 6:6  “Vai ter com a formiga ó preguiçoso”.

É lamentável como o povo evangélico é “levado por ventos de doutrina” (Efésios 4:14) . Tudo o que vem do exterior, principalmente se falar inglês. Tivemos verdadeiros “tufões” de doutrinas, tem heresia para todos os gostos. Hoje em dia é distribuído banho de arruda, banho de sal grosso, banho de sete águas, lencinho ungido com o suor do “apostolo”, chave para conquista da casa própria, mas gostaria de destacar a unção financeira dos últimos dias.

No fim do ano passado veio um certo americano, que tem cerca de 115 anos e uma fortuna incalculável, dizendo que o Senhor havia lhe dado uma revelação que quem contribuísse com R$ 900,00 (mais dinheiro que o salário de muito pai de família) receberia a unção financeira dos últimos dias, gostaria de fazer apenas dois comentários:

  • O Senhor não nos prometeu uma unção financeira nos últimos dias, mas sim o derramar do seu Espírito sem medida, conforme profetizou Joel no capitulo 2, versículo 28 “E há de ser {que,} depois, derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.”
  • Se quando partimos dessa terra nada levamos,  porque eu quero a unção financeira? Para Jesus voltar e me achar milhonário, possuidor de muitas terras? “Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? (Marcos 8:36)”

Meus irmãos essas práticas são as mesmas que Lutero combateu em sua época, hoje é vendida a salvação, a cura, a libertação, a prosperidade e tudo mais que se possa imaginar e que não possa ser vendido!

É com tristeza que aponto esses erros da igreja, mas como Samuel não se calou diante do pecado de Davi, eu também não posso me calar diante dessa palhaçada que se tem feito nas igrejas, que deveriam ser casas de oração! Não venham com a história de que não se deve tocar em um ungido do Senhor, porque NENHUM desses líderes de hoje é mais ungido que Davi e se Davi foi repreendido, esses pastores vendilhões também devem ser!

Um outro fato me preocupa muito, inefabilidade dos pastores modernos. Por mais heresias que eles ensinem, não podem ser corrigidos, pois são infalíveis aos olhos de seus seguidores (deles mesmo e não de Cristo!). Exatamente como os católicos enxergam o papa. Um homem acima das leis, inclusive as leis de Deus.

Hoje temos pastores que se tornaram donos da igreja, o que eles dizem vira lei, sem se quer ser confrontado com a Bíblia. Um “apostolo” disse que recebeu uma revelação de Deus, e nesta revelação o Senhor lhe deu a direção de pedir o TRIZIMO, que seria 30% do salário do mês de dezembro (incluindo o 13o salário) dizendo que era 10% para o Pai, 10% para o Filho e 10% para o Espírito Santo, veja o que a Bíblia diz:

“Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra e o Espírito Santo; e estes três são um.”  (I João 5:7), se os três são um, porque tenho que dar 10% pra cada?

Não é raro vermos bênçãos sendo vendidas nas igrejas. Basta vermos os testemunhos das igrejas, onde as pessoas dizem ter alcançados as referidas graças após se tornarem contribuidores, colunas, mantenedores, patrocinadores e etc. Deixando assim sub-entendido que só alcançam os milagres aqueles que contribuem financeiramente. Quantas vezes ouvimos dizer que após se tornar um “colaborador” do ministério o filho saiu das drogas, o marido largou da amante, a filha se reconciliou com o Senhor. Mas esta é a função dos dízimos e das ofertas?  A resposta é NÃO, os dízimos e ofertas são uma forma de mostrarmos a Deus que confiamos nEle e devolvemos parte daquilo que ele tem nos dado, assim como Jacó fez em Gênesis 28, a partir do versículo 18.

O Evangelho é muito mais que riqueza, fama, posses, ou qulquer outra coisa dessa terra, o verdadeiro Evangelho é o que revela o amor do único e eterno Deus, que se fez carne (João 1:1-5) e como o cordeiro de Deus, morreu na cruz levando sobre sí os nossos pecados e nos dando a possibilidade de vida eterna. O Jesus a quem eu sirvo, ressucitou no 3o dia, e tem “todo o poder nos céus e na terra “(Mateus 28:18) e “está conosco todos os dias até a consumação dos séculos” (Mateus 28:20)

 Vamos buscar a vida eterna que o Senhor Jesus nos prometeu em João 11:25, vamos buscar agradar a Deus, pois é “melhor agradar a Deus que aos homens” ( Atos5:29). Como o apóstolo Paulo escreveu em I Corintios 15:29 “Se esperamos em Cristo só nessa vida, somos os MAIS miseráveis de todos os homens”.

Que Deus te abençoe, e a ELE seja dada toda honra, glória e louvor!

Comentários no Facebook