Explicando os Dizimos e Ofertas

Explicando os Dizimos e Ofertas

A paz do Senhor Jesus!

Quero compartilhar com vocês um assunto extremamente importante, porém controverso e distorcido em algumas igrejas: DIZIMOS e OFERTAS.

Antes de qualquer coisa temos de deixar claro que existem dois tipos de ofertas bíblicas: Voluntárias e Alçadas

voluntárias: Como é próprio nome diz, é a oferta que você sente em seu coração de colaborar com a obra do Senhor, como o apostolo Paulo nos orienta em II coríntios 9:7

Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.

Ninguém pode ser obrigado a ofertar e nem ter valor determinado, isso quem decide é o ofertante. Deus toca no coração da pessoa que dá o valor que lhe parecer melhor.

Alçadas: São aquelas ofertas com valor estipulado e com um fim combinado desde sua solicitação. Ex.: Construção do templo, compra de um veículo para a igreja, ajuda a um irmão necessitado e etc. Um exemplo dessa oferta temos em êxodo 35:21

E veio todo o homem, a quem o seu coração moveu, e todo aquele cujo espírito voluntariamente o excitou, e trouxeram a oferta alçada ao SENHOR para a obra da tenda da congregação, e para todo o seu serviço, e para as vestes santas

A oferta que Moisés estava recebendo tinha um fim específico e muito bem definido, construir a tenta que o Senhor lhe havia mandado. Notem que mesmo a oferta alçada deve ser trazida voluntariamente, ninguém pode ser obrigado a ofertar em hipótese alguma.

Dizimos:  Os dizimos são a décima parte de tudo o que o Senhor nos dá, conforme Levítico 27:32 (NVI) O dízimo dos seus rebanhos, um de cada dez animais que passem debaixo da vara do pastor, será consagrado ao Senhor. No tempo em que a Bíblia foi escrita, as negociações eram pagas com gados, plantações e etc, mas hoje devemos dizimar em dinheiro, pois recebemos nosso salário em dinheiro.

O dizimo não é lei, pois  antes mesmo que a lei fosse instituída, Jacó entregou seu dizimo ao Senhor, como podemos ver em Gênesis 28:20-22

Então Jacó fez um voto, dizendo: “Se Deus estiver comigo, cuidar de mim nesta viagem que estou fazendo, prover-me de comida e roupa, e levar-me de volta em segurança à casa de meu pai, então o Senhor será o meu Deus. E esta pedra que hoje coloquei como coluna servirá de santuário de Deus; e de tudo o que me deres certamente te darei o dízimo”.

Os dizimos são voluntários, devem ser dados como reconhecimento de que o Senhor tem suprido nossas necessidades, que ele é o nosso provedor. Quando devolvemos nosso dizimo ao Senhor, estamos demonstrando no mundo espiritual e físico que confiamos no Senhor e que Ele tem nos sustentado. Muitas vezes é difícil separar os 10% do Senhor e entregar a Ele, porém quando o fazemos, as bênçãos do Senhor nos alcançam.

Antes de qualquer coisa preciso deixar bem claro, que se alguém entrega o dizimo ou uma oferta e já cobra a Deus o que está precisando, está fadado a não conseguir, pois isto é barganha, por exemplo:

“Senhor, estou te dando R$ 50,00 nesta oferta, mas amanhã eu preciso de R$ 500,00 pra pagar meu aluguel”

Eu ceio, e muito, que o Senhor pode abençoar essa pessoa e ela ter os R$ 500,00 que precisa pra honrar seu compromisso, mas esta atitude demonstra barganha. Quando impomos condições ao Senhor, o que Ele deve fazer só porque estamos ofertando, estamos contratando um empregado. O que Deus definitivamente não é!

Um outro texto muito utilizado no momento de ministração sobre dízimos e ofertas é o de Malaquias 3:10-12

Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.

Os dizimos devem ser entregues para a manutenção do templo (como tesoureiro posso dizer que gasta muito), para que haja o mantimento fisico, como cestas básicas para ajuda dos que ainda necessitam.E o alimento espiritual, a palavra sendo pregada com um equipamento de som bom, pessoas sentadas em bancos ou cadeiras confortáveis, uma boa iluminação e etc.

Deixo bem claro que sou contra os mega templos, com pisos de mármore italiano, púlpitos de ouro, cadeira do pastor trazida de Israel, o que defendo é o conforto para as pessoas se sentirem bem ao cultuar ao Senhor.

E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.

Há quem diga que o único demônio que o nome de Jesus não pode repreender é o devorador. Isto é uma mentira para forçar as pessoas a serem dizimistas. O nome do Senhor está acima de todo e qualquer demônio, o que acontece é que quando entregamos o nosso dizimo, o Senhor nos faz prosperar, que nada mais é que termos tudo o que necessitamos. Ele nos promete que a nossa vide não será estéril, ou seja, pelo menos de onde tirar o nosso sustento está garantido.

Se você é dizimista e ofertante na igreja em que congrega e vê onde o dinheiro é investido, faz muito bem, pois isto é um principio de bênção em sua vida. O Senhor se agrada muito desta atitude, porém apenas isso não é o suficiente para agradar a Deus, ele também quer sua vida 100% entregue a ele, quer que você fale do amor dele, do que Ele já fez em sua vida.

Importante também lembrar que se eu sou dizimista e não me comporto como um bom profissional no meu emprego, chego atrasado, não trabalho direito, fico de conversinha, PARO DE TRABALHAR PRA LER A BIBLIA e outras atitudes que não são as corretas, o Senhor não tem obrigação alguma de me prosperar, porque esta parte é a minha obrigação e Ele não interfere se eu não me entregar verdadeiramente e me esforçar para se exemplo em todas as áreas.

E se você serve a Deus e é dizimista apenas porque espera que Deus vá lhe dar muito dinheiro, faz isso esperando muitas riquizas, fique com uma frase no seu coração, não sei quem é o autor, mas é muito profunda:

“Quem serve a Deus por dinheiro, servirá ao diabo por um salário melhor”

Espero ter conseguido esclarecer duvidas que por ventura você tenha, mas se por acaso não deu, mande um e-mail para schadeck03@hotmail.com ou deixe um comentário, que responderei.

Que Deus abençoe cada visitante deste blog grandemente!

Thiago Schadeck

@pregandoverdade

Comentários no Facebook