CONHEÇA A ESTRATÉGIA QUE TEM ATRAÍDO MILHARES DE JOVENS PARA A IGREJA

CONHEÇA A ESTRATÉGIA QUE TEM ATRAÍDO MILHARES DE JOVENS PARA A IGREJA

Por Thiago Schadeck

Tenho notado ao longo da caminhada que o evangelho tem atingido cada vez mais jovens. Não é difícil encontrar um deles ouvindo músicas gospel em seus smartphones ou com camisetas que demonstrem seu amor por Jesus. Como sou muito analítico, fui juntando os fatos e montei um manual com três passos para voce ter centenas de jovens frequentando sua igreja. Por favor, leia até o final, pois a conclusão desse texto trará como “bônus” uma informação extremamente importante!

Escolha um líder de jovens descolado e carismático.

A escolha do líder é um dos pontos mais importantes. Tem que ser alguém de alma jovem, independente da idade. De preferência que se comporte como os jovens e esteja totalmente antenado nas tendências deles. Tem que ser descolado e saber conversar na mesma linguagem deles, se não fica difícil de ganhar a confiança. O jovem da igreja deve se sentir conversando com um “Brother” e os de fora tem de ver nele a imagem de uma igreja mais “light”, que não fica só falando de bíblia e proibindo, mas que tem uma vida normal como qualquer um não crente.

É questão de pouco tempo para as pessoas virem atrás desse líder. Ele tem essa influência natural e sabe lidar com a molecada. Não se importe se ele não sabe muito de bíblia, o importante é ele saber falar sobre vídeo games, futebol, séries, filmes, moda e tudo mais que está nas rodinhas de jovens por aí. Ele não deve ter obrigação de ensinar biblia aos seus liderados, porque essa responsabilidade é do pastor. Cada um no seu quadrado!

De a ele autonomia para falar e ensinar o que quiser aos jovens, ele sabe o que é melhor para eles. Exija apenas uma coisa: que tenham cultos regularmente (pode ser uma vez por mês) e que ele vai movimentar a galera para usar as redes sociais e trazer mais amigos. A cada culto deve ter um tema, decoração e surpresa diferentes. Vejamos a seguir.

Tenha um culto extrovertido e sem formalidades

Promova cultos que não pareçam cultos. Melhor ainda, NUNCA use esse nome. Culto remete a religiosidade e jovens não querem ser religiosos. Essa nova geração tem asco a isso, eles são descolados. Alguns até dizem que se Jesus nascesse em nossos dias, ele teria Facebook, Twitter, Instagram e provavelmente seria um Youtuber famoso. “Ele tinha uma mensagem muito massa, faria sucesso no flow”, afirma Paulo Break, dançarino, tatuador, barman e DJ gospel.

Os cultos não podem seguir uma liturgia, para os jovens não lembrarem que estão em uma igreja, mas devem seguir alguns padrões para manter o sucesso. Vejamos:

Comece orando:

Para não constranger ninguém, não imponha nenhuma forma de oração. Deixe cada um com a sua espiritualidade, cada qual ora como e para quem quiser. Se tiver um budista, por exemplo, garanta a ele um espaço confortável para que possa meditar em posição de Lótus. Não ore no microfone e nem permita que alguém ore em voz alta para não influenciar e nem atrapalhar quem estiver ao lado.

Tenha um longo período de música:

Se tem uma coisa que atrai jovem é música. Principalmente se não parecer “música de Deus”. Deixe que cantem o que quiserem, dê a eles liberdade. Onde o Espírito de Deus está há liberdade. De preferência invista em jogos de luz para que quando tudo estiver apagado elas possam dar o clima de balada ao culto. Tudo o que favorecer os jovens a se soltar e se divertir é bem vindo. Promova concursos de bandas para que mais pessoas possam se apresentar e ocupar mais tempo. Jamais, em situação alguma, proíba que sejam cantadas músicas seculares. Os jovens curtem uma música do mundo e não há mal nisso. Se Deus não habita em templos feitos por mãos humanas, não tem problema em fazer isso na igreja.

Finalize com uma pregação:

Como abominamos a religiosidade, temos de mudar esse nome. Vamos chamar de reflexão, mensagem positiva, pílula de bem estar… Use a criatividade que Deus te deu!

Seguindo a linha descolada, nada de bíblia. Nada mesmo. Use um IPad de última geração para falar sobre coisas do dia a dia, por isso sem biblia, ela é ultrapassada demais pra isso. Fale sobre como é bom ser popular como Jesus, como ser feliz e desfrutar a vida como Salomão ou como ser poderoso como Davi. A bíblia é repleta de boas histórias, escolha uma e faça um bom uso.

Deixe que vivam suas vidas como quiserem, fomos chamados para amar e não para julgar

Se você quer ter uma igreja abarrotada, não somente de jovens, terá de riscar alguns temas de suas mensagens. O principal deles é o pecado! Se ficar falando de pecado, viver para Deus, santidade, busca pelo Espírito Santo e coisas do tipo, eles irão embora e ainda falarão mal da igreja. Como em uma empresa, cada cliente que fala mal, influencia o mesmo que oito clientes que falam bem. Você precisa de oito pessoas elogiando sua igreja para cada uma que falar mal. O melhor mesmo é ficar bem com todo mundo. Fale sobre assuntos mais interessantes, como o quanto Deus ama eles e não se preocupa com seus estilos de vidas, o que importa mesmo é o coração. Que a forma que eles vivem a semana inteira não faz a menor diferença, desde que venham ao culto no domingo.

Seja da turma do “mais amor por favor” e critique as igrejas organizadas. Diga que o Espírito Santo age como quer e ele colocou em seu coração que Ele quer essa bagunça santa. Se alguém criticar, mande ler Mateus 7:1, chame de fariseu e saia batendo no peito estufado.

Seguindo esses passos você terá uma igreja cheia de jovens. Tudo bem que serão jovens sem compromisso com Deus e sua igreja, que não sabem nada de Bíblia e não estão nem aí para sua vida espiritual. Jovens que vivem como se nunca tivessem ouvido falar de Deus, mas a foto da igreja lotada vai ficar bacana nas redes sociais. No fim o que importa mesmo é o marketing que eles promovem. Deixa que vivam suas vidas pecaminosas e seguirem seus corações enganosos. O que importa mesmo é que eles se sintam bem.

Conclusão (bônus)

Você terá uma igreja cheia de jovens, mas de poucos cristãos. Enquanto os tratarmos como um bando de imbecis que não tem capacidade de ouvir o verdadeiro evangelho e ler bons livros, principalmente a bíblia, que não podem ser confrontados pela verdade porque se sentirão ofendidos o futuro da igreja será tenebroso.

Graças a misericórdia de Deus, Ele tem levantado em meio a esse caos jovens realmente apaixonados por Deus e que tem feito a diferença. A teologia sadia os tem feito referenciais em suas comunidades de fé. São a luz e o sal desse mundo. Mesmo vivendo entre os perdidos não tem se contaminado, pelo contrário, tem sido influenciadores onde quer que estejam. Agem sempre em favor da verdade, em toda e qualquer situação.

Resumindo: se você quer formar cristãos de caráter, deverá investir tempo em discipulado e convivência. Sua igreja demorará a crescer, mas certamente será muito fortalecida e dificilmente será abalada por ventos de doutrinas.

Invista no ensino dos jovens e tenha uma igreja saudável!

Comentários no Facebook