Mês: Maio 2013

Cristãos e Gays podem viver em paz!

Cristãos e Gays podem viver em paz!


Fotoguerragayscristos

 

Por Thiago Schadeck

A mídia, em todas as esferas tem incitado o ódio entre cristãos e gays. Colocam os dois grupos como inimigos mortais, como se de um lado estivessem os Estados Unidos e de outro o Bin Laden, cada qual esperando a oportunidade de explodir o outro. Isso não é uma realidade.
Claro que há excessos de todos os lados, mas isso não pode ser tomado como o todo. Os extremistas devem ser tratados como pessoas desequilibradas e que precisam tomar vergonha na cara, seja de qual lado eles estiverem. Esse tipo de gente normalmente se utiliza dessa “guerra” para levar algum tipo de vantagem e via de regra, se promover.

Eu, como cristão que crê na Bíblia, ainda acredito que o ato homossexual é um pecado que ofende a Deus. Mas isso não me impede de amar a um homossexual como eu amo qualquer outra pessoa que não é evangélica. Nós, cristãos, temos de entender que Cristo também morreu pelos homossexuais e quer salvá-los também, mas isso não será possível se continuarmos com nosso discurso xiita. Enquanto o versículo: “Criou Deus macho e fêmea” for mais importante para nós que o “Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” continuaremos afastando não só os gays, mas todos aqueles que não conhecem a Deus. Não é nada agradável lidar com pessoas que não sabem pensar, que apenas reproduzem um discurso estúpido que vêem na televisão e simplesmente acatam.
O maior dos mandamentos, segundo o Senhor Jesus é amar a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos. Eu não gosto de ser discriminado por ser evangélico. Odeio que pessoas ao saber de minha religião digam que sou um trouxa que não pensa, que acreditam na história de que Jesus vai voltar ou que me coloquem no mesmo balaio dos pastores corruptos da televisão que fazem um verdadeiro estelionato religioso.

Há Cristãos e cristãos, como há Gays e gays! Toda generalização é injusta e burra!

Do lado dos cristãos, há sim aqueles que tentam fomentar o ódio contra os gays, pois isso lhes rende ibope, rende dinheiro, rende popularidade através de uma falsa santidade e defesa da família. Digo isso porque é nítido que a preocupação não é defender a família, nas vender, e caro, a Bíblia que supostamente defende. Meu caro, qualquer Bíblia defende a família, não precisamos de mais uma com versículos isolados e explicações esdruxulas. Claramente, a família bíblica é formada por homem e mulher, mas não podemos enfiar isso goela abaixo das pessoas. Devemos ser como Cristo, que recebia a todos de braços abertos e influenciava as pessoas a mudança em vez de exigir isso delas.

Do lado dos homossexuais, também há impostores que estão se beneficiando com polemicas com cristãos. Há aqueles que incitam a violência e provocação contra os cristãos, como aconteceu e provavelmente acontecerá novamente, de levarem cruzes, encenar um Cristo gay, colocar pessoas fantasiadas de cristãos para se beijar. Ou como aconteceu com o Marco Feliciano, em que duas mulheres tiraram uma foto se beijando enquanto ele pregava. Toda e qualquer provocação é desnecessária!

Sinceramente, temos meia dúzia de aproveitadores de cada lado, com intenções diabólicas, incentivando o aumento dessa guerra. Quanto maior a polemica, maior o lucro. Então vamos parar com essa bobagem e vamos usar o respeito sempre, assim conseguiremos calar esses imbecis e viver como cidadãos civilizados.
Digo isso porque já trabalhei com alguns gays e tive um ótimo relacionamento com todos eles. Mesmo eles sabendo que eu considero suas atitudes pecado e eles tendo um pé atrás com evangélicos, por todas as besteiras que ouviram durante a vida, o respeito imperava nas conversas e isso faz com que alguns paradigmas sejam quebrados.

Nem todo cristão é homofóbico e nem todo gay é evangelicofóbico!

Mudando nossas atitudes, vamos acrescentar muito ao Reino de Deus! Temos de ser a diferença nesse mundo, mas a diferença pelo lado positivo e não por polêmicas desnecessárias!

Reflita!

Fique a vontade para comentar com sua opinião e descordar, mas faça isso com respeito!

Que Deus te abençoe!

Compartilhe com seus amigos Compartilhe com seus amigos

Os desafios do líder

Os desafios do líder

lider

Por Thiago Schadeck

A paz do Senhor!

Hoje quero compartilhar coisas que vivi ou ouvi de pessoas que aceitaram o chamado de Cristo e se empenharam no ministério que Ele entregou a cada um.
Apesar de jovem (27 anos), posso dizer que tenho uma boa experiência em trabalho na igreja, ou relacionado a igreja. Com isso passei por algumas situações direta ou indiretamente, que me trouxeram aprendizado. Tenho contato com diáconos  presbíteros e pastores sérios, que contribuíram muito com o meu crescimento e sei que esse post pode ajudar quem está passando por situações semelhantes.

Vou listar abaixo alguns dos motivos que me vierem à mente, mas se faltar algum, por favor deixe nos comentários, para virar uma segunda ou até terceira parte desse post.

Orgulho

Como seres humanos, todos temos o nosso eu, o velho homem, que tenta falar mais alto. O orgulho faz parte da natureza humana, desde a queda no Éden, temos o desejo de sermos a estrela e aparecer mais que todos. Este é um dos principais motivos da queda de muitos homens de Deus. Quando achamos que o que fazemos de bom para Deus vem de nós e não dEle, damos o primeiro passo em direção ao abismo. A auto-suficiência é um pecado grave, pois coloca Deus em segundo plano e nosso próprio eu como o centro de nossas vidas.
Todos os dias devemos lembrar que o chamado e a obra é do Senhor e não nossa. Por isso, não temos direito de fazermos, de forma nenhuma, acreditar que somos melhores que alguém, apenas porque temos um cargo de liderança.

Dinheiro

Em todas as igrejas, por menor que seja, tem um volume de dinheiro por conta dos dízimos e das ofertas, porém o pastor e toda a administração da igreja deve ter em mente que aquele dinheiro não os pertence. O dinheiro que entra deve ser usado para a glória de Deus. A igreja não pode ter qualquer tipo de pendencia financeira. Se alguém exercer  em tempo integral, deve sim, receber um salário, pois estão dedicando seu tempo e talentos na obra do Senhor, mas isso não pode ser um peso pra igreja. Se a igreja não tem condições de sustentar um pastor em tempo integral, ele deve ter um trabalho secular. O dinheiro ofertado na igreja deve ser usado para cobrir todos os gastos com o templo (claro que sem exageros e extravagancias) ,ajudar aos necessitados da comunidade de fé, prestando auxilio a necessitados da comunidade em que se encontra. O dinheiro da igreja deve ser usado para promover o Reino de Deus em todas as esferas.

Poder

Quem exerce qualquer forma de liderança, recebe poder e influência como consequência, e deve usar isso para a expansão do Reino. O   problema é que muitos usam isso para o erro, a auto promoção, para manipular as pessoas a seguirem a si e não a Cristo.
O desafio do líder é utilizar a confiança que as pessoas depositam nele como combustível do crescimento das pessoas. O bom líder gera autonomia nessas pessoas e faz com que elas saibam caminhar sozinhas, sem perder a comunhão com os irmãos. O líder deve ensinar aos liderados como ser independente sem deixar de ser interdependente.
Um dos principais indícios de que esse poder está sendo mau usado é quando as pessoas o vêem como o representante e elo de ligação com Deus e passam a acreditar que sua oração é mais poderosa, que você tem a resposta para todos os problemas.
Se você se pegou nessa situação, ainda há tempo de mudar! Concerte-se com Deus e passe a agir de forma diferente.

Desgaste e stress

Desgaste e stress são duas palavras que estão intimamente ligadas. O desgaste é parte da liderança, pois na visão dos liderados o líder não tem o direito de desligar o celular, não pode tirar uma folga ou querer curtir um dia com a família, pois eles tem problemas urgentes e ainda sem solução. Quem mais poderá ajudá-los senão o líder escolhido pelo Senhor?
É extremamente necessário que o líder tenha ao menos um dia de folga na semana para descansar e cuidar de sua família. De que adianta cuidar de uma igreja lotada e perder seus filhos? Infelizmente, a quantidade de filhos de pastores envolvidos com crimes e drogas é enorme e isso porque esses líderes não deram a devida atenção a família.

Cônjuge

Muitas vezes ministérios são enterrados pelo cônjuge, que não aceita o chamado de Deus para a vida do seu esposo/esposa. O ministério de uma pessoa tem grande influência e participação do cônjuge. Acredito que após o casamento, não somos mais dois e sim um só, como a Bíblia diz, e sendo assim o casal deve estar unido em tudo e um apoiando o outro em seu ministério. Quem não tem apoio do cônjuge, com certeza terá uma liderança conturbada e isso lhe trará prejuízos em seu chamado.
Não apoio o divórcio, por isso, após o casamento devemos ter a nossa família acima de nossa liderança ou ministério. Se isso atrapalhar a comunhão com nossa família, devemos nos afastar de nossos trabalhos até que haja harmonia no lar para podermos exercer nossas funções ministeriais eclesiásticas.

Na Bíblia temos diversos exemplos de líderes que souberam administrar com excelência o que Deus lhe entregou, que podemos destacar: Jesus e Paulo. Eles são exemplos para quem quer cumprir o chamado de Deus!

 

Compartilhe com seus amigos Compartilhe com seus amigos

Por que amo a Deus

Por que amo a Deus

amor de Deus

Por Thiago Schadeck

Quem já teve um encontro real com Deus, pode dizer que já provou de um amor inexplicável e isso reflete na correspondência desse amor a Deus. Quando temos esse encontro, fatalmente somos impactados por esse amor e queremos, de alguma forma, retribuir.

Como bom calvinista, acredito que Deus escolheu os seus, utilizando-se de sua pré-ciência (Efésios 1:4-5), antes da fundação do mundo e que quando isso acontece é apenas o cumprimento do que Deus já havia previsto antes de começar a construção desse mundo. E que quando isso acontece, nada mais é que a graça de Deus se achegando sobre nossas vidas.

Existem ao menos 3 razões para amarmos a Deus:

Porque ele nos amou primeiro:

Quando Deus envia a Cristo para morrer em nosso lugar e, consequentemente, nos dar a salvação, Ele prova que esse amor é incondicional. Nenhum de nós merecia a salvação, pois todos éramos pecadores em Adão e estávamos a caminho do inferno, mas por Sua misericórdia, Deus decide se entregar em nosso lugar e morrer como homem e dar a salvação à humanidade perdida. Vejamos alguns versículos que falam sobre esse amor:

Nós amamos porque ele nos amou primeiro. (1 João 4:19)

Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.   (João 3:16)

Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos. (João 15:13)

E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz! (Filipenses 2:8)

Aquele que não poupou a seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com ele, e de graça, todas as coisas? (Romanos 8:32)

Porque Ele nos adota como filhos

Infelizmente, muitos sabem a dificuldade de se crescer sem ter um pai, de ter que se virar sem a ajuda de ninguém. Era assim que vivíamos antes de sermos adotados pelo Senhor e incorporados à família de Cristo.
Esse amor que sentimos nada mais é que a gratidão por Ele ter nos “tirado das ruas” e ter nos dado um lar e suprido todas as nossas necessidades.
Vejamos alguns versículos que falam sobre esse tema:

Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus. (João 1:12-13)

Pois vocês não receberam um espírito que os escravize para novamente temer, mas receberam o Espírito que os adota como filhos, por meio do qual clamamos: “Aba, Pai”. (Romanos 8:15)

Porque assim diz o Soberano Senhor: Eu mesmo buscarei as minhas ovelhas e delas cuidarei. (Ezequiel 34:11)

Todos vocês são filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus, pois os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram. (Gálatas 3:26-27)

O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus. (Romanos 8:16)

Ele é a esperança de nosso futuro

Quando colocamos nosso futuro nas mãos do Senhor, temos a paz e a alegria de saber que estamos seguros, tanto na vida terrena quanto na eterna. Deus não nos desampara nessa terra, mesmo que em certos momentos passemos por algumas privações e dificuldades, mas em tudo Ele nos mostra a sua vontade.
Apenas em Deus, através do sacrifício vicário de Cristo na Cruz, podemos ter a salvação de nossas almas. Isso deve ser o maior motivo de nossa alegria, saber que teremos a eternidade de vida ao lado do nosso Senhor! Quem não anseia pela volta de Jesus e o arrebatamento da Igreja ainda não está totalmente focado no alvo, as coisas dessa vida ainda o prendem muito e é necessário começar a soltar essas amarras o quanto antes.
Como diria o louvor da Harpa: “Nossa esperança é sua vinda, o Rei dos reis vem nos buscar. Nós aguardamos Jesus ainda até a luz da manhã raiar”.
Vejamos alguns versículos que falam sobre essa esperança:

Antes, santifiquem Cristo como Senhor no coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês. (1 Pedro 3:15)

Depois disso, os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. (1 Tessalonicenses 4:17)

Eis que eu lhes digo um mistério: nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados,
num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta. Pois a trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados. (1 Coríntios 15:51-52)

Venho em breve! Retenha o que você tem, para que ninguém tome a sua coroa. (Apocalipse 3:11)

Certamente existem muitos outros motivos para amarmos a Deus, por isso deixe um comentário dizendo o seu motivo de amar ao Senhor.

Que Deus te abençoe!

 

Compartilhe com seus amigos Compartilhe com seus amigos