Mês: setembro 2010

Porque não uso amuletos nem fetiches

Porque não uso amuletos nem fetiches

 

A Paz do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

Queridos irmãos, é sabido por todos que a partir do advento do neo-pentecostalismo, tem-se distribuido objetos “ungidos” nas igrejas. São tantos objetos que a pessoa que se converte do catolicismo, por exemplo, nem chega a desmontar o altar dos “santinhos”. Ela apenas substitui o objeto “sagrado”, troca os santos e anjos da guarda por lenços, sabonetes, rosas, martelos da justiça, banho das sete águas, arruda, sal grosso, bombom da vida sentimental entre outras coisas.

O que mais me preocupa é que as pessoas realmente atribuem poder a esses objetos. Quando esses objetos são apresentados no púlpito são “consagrados” a Deus e depois entregue para as pessoas com a promessa de que se ela utilizar aquele “objeto ungido” o seu problema terá fim. Porem Estêvão, pouco antes de morrer declarou eu Atos 7:48:

“Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens”

Estão dando a glória e atribuindo um poder a objetos que só poderiam ser dados a Deus, o único que pode realizar um milagre. Um dos nomes de Deus é El Shaday, que significa Deus Todo-Poderoso. Mas parece que esse povo não acredita tanto assim no poder de Deus e preferem os amuletos e fetiches. Vamos ver como o dicionário Aurélio define essas palavras.

 AMULETO: “Objeto que alguém leva consigo por superstição, para se preservar de perigos, doenças etc”

Como podemos ver, amuletos são objetos que pessoas levam consigo para se livrarem de perigos. A partir do memento que eu saio de casa com um lenço acreditando que ele me livrará de acidentes de carro, assaltos ou que “serei eu uma bênção“, estou carregando SIM um amuleto. Um amuleto muito usado é a Bíblia. Quando simplesmente deixo ela aberta em algum “Salmo de proteção”(geralmente no Salmo 91), ela deixa de ser a Palavra de Deus pra mim e se torna um amuleto. Outra forma de utilizar a Bíblia como amuleto é o que se tem feito em alguns cultos, o “apostolo” levanta a Bíblia e manda que as pessoas olhem para ela, a partir daí brotam testemunhos. A Bíblia fechada ou apenas sendo exibida é um livro como qualquer outro, porém quando lida buscando entendê-la com a ajuda do Espírito Santo, ela é a PALAVRA DE DEUS REVELADA PARA NÓS. Visto que “toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; (II Timóteo 3:16).

FETICHE:  “Objeto que supostamente tem poderes mágicos; Muitos povos adoram ossos, estátuas, pedra com formas estranhas e outros objetos. Em algumas sociedades, certas pessoas conduzem consigo fetiches, como pés de coelho ou uma figa para terem sorte. As ferraduras e os raros trevos de quatro folhas também são fetiches comuns.”

Conforme o Aurélio, fetiche é quando acreditamos que algum objeto tem poderes. Acredito que ninguém pega um objeto “ungido” sem acreditar que este objeto possa trazer algum bem, possa transformar a vida e etc. Nos programas de TV e rádio, os pastores mandam colocarmos um copo d’agua em cima do aparelho e após a oração aquela água irá purificar meu corpo e me livrar de toda sorte de males que estiverem me impedindo de prosperar. Mas Deus não precisa de um copo com água para me purificar, esse é o papel do Espírito Santo, pois é ele quem nos convence do pecado, e da justiça e do juízo (João 16:8), não vai ser um copo d’agua que vai me purificar, mas sim uma convivência diária com o Senhor Jesus (João 15:3)

Como no post anterior, Igrejas dos nossos dias, fui questionado sobre os lenços que Paulo distribuía lenços e aventais.

A Bíblia não diz em momento algum e em nenhuma tradução que Paulo distribuía lenços ou aventais, mas em Atos 19:12 diz:

“De sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saíam”

Um detalhe a ser destacado é que os lenços eram levados e não doados por ele. Outra coisa muito importante é que Paulo foi um exímio doutrinador, como podemos ver em suas cartas à Timóteo e Tito, os quais ele ordenou a pastores deu a eles “dicas” de como pastorear o rebanho do Senhor. E em nenhuma dessas cartas ele mandou que se distribuíssem objetos.

Eu prefiro fazer como o centurião romano que prostrou-se aos pés do Senhor Jesus e disse que bastava apenas uma palavra do Senhor Jesus e que apenas por uma palavra dele, o seu criado seria curado. “E maravilhou-se Jesus, ouvindo isto, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé. (Mateus 8:10)”. Eu não preciso de amuleto porque o meu pai celestial já sabe de tudo o que eu preciso antes que eu abra a boca (Lucas 12:30) e a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos (Tiago 5:16).

Eu não preciso de amuletos porque sirvo a um Deus vivo,  onipresente, onipotente, todo poderoso e que precisa apenas que eu abra meu coração e o busque a cada dia. Pois todas as coisas cooperam para o bem daquele que O amam (Romanos 8:28), e eu não vou converter a glória do meu Deus na figura de um boi que come erva (Salmos 106:20)

Que Deus te abençoe e a Ele seja dada toda honra, gloria e louvor pelos séculos dos séculos.

Fique a vontade para comentar, questionar ou criticar. Mas faça tudo com respeito e decência, sem uso de palavras chulas ou palavrões.

Compartilhe com seus amigos Compartilhe com seus amigos

Igrejas dos nossos dias

Igrejas dos nossos dias

 

A paz do Senhor Jesus Cristo!

Gostaria de compartilhar com os irmãos algo que tenho visto e que tem me preocupado muito, a igreja evangélica tem se tornado muito parecida com a igreja católica, ou vice-versa?

As igrejas ditas evangélicas estão aderindo a prática de levar amuletos, que na visão deles são pontos de contato com Deus, mas na minha são simples amuletos. Nós evangélicos, sempre condenamos os católicos por terem as “imagens de escultura” em casa, mas estamos fazendo exatamente a mesma coisa. Quando eu passo a acreditar que um simples lenço “ungido por um servo de Deus” pode trazer o meu milagre, ou porque estou tomando um copo d`água que coloquei em cima da televisão ou do rádio enquanto o pastor orava, serei limpo de tudo o que tem me feito sofrer.

Nós brasileiros, talvez por nossas raízes afro, temos um lado místico muito forte, basta ver que temos horóscopo no jornal, na revista, na rádio, na televisão e na internet (mesmo que cada um diga uma coisa) e tem muita gente que não sai de casa sem consultar seu signo. Este problema foi levado para dentro das igrejas “evangélicas”, hoje há “crentes” que não saem de casa sem ler a caixinha de promessas, como se Deus só tem palavras de bênção e nunca uma correção. Muitas vezes abrem a caixinha e querem uma resposta para as suas dificuldades financeiras, em vez de “tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4:13)  deveriamos tirar o papelzinho com Provérbios 6:6  “Vai ter com a formiga ó preguiçoso”.

É lamentável como o povo evangélico é “levado por ventos de doutrina” (Efésios 4:14) . Tudo o que vem do exterior, principalmente se falar inglês. Tivemos verdadeiros “tufões” de doutrinas, tem heresia para todos os gostos. Hoje em dia é distribuído banho de arruda, banho de sal grosso, banho de sete águas, lencinho ungido com o suor do “apostolo”, chave para conquista da casa própria, mas gostaria de destacar a unção financeira dos últimos dias.

No fim do ano passado veio um certo americano, que tem cerca de 115 anos e uma fortuna incalculável, dizendo que o Senhor havia lhe dado uma revelação que quem contribuísse com R$ 900,00 (mais dinheiro que o salário de muito pai de família) receberia a unção financeira dos últimos dias, gostaria de fazer apenas dois comentários:

  • O Senhor não nos prometeu uma unção financeira nos últimos dias, mas sim o derramar do seu Espírito sem medida, conforme profetizou Joel no capitulo 2, versículo 28 “E há de ser {que,} depois, derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.”
  • Se quando partimos dessa terra nada levamos,  porque eu quero a unção financeira? Para Jesus voltar e me achar milhonário, possuidor de muitas terras? “Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? (Marcos 8:36)”

Meus irmãos essas práticas são as mesmas que Lutero combateu em sua época, hoje é vendida a salvação, a cura, a libertação, a prosperidade e tudo mais que se possa imaginar e que não possa ser vendido!

É com tristeza que aponto esses erros da igreja, mas como Samuel não se calou diante do pecado de Davi, eu também não posso me calar diante dessa palhaçada que se tem feito nas igrejas, que deveriam ser casas de oração! Não venham com a história de que não se deve tocar em um ungido do Senhor, porque NENHUM desses líderes de hoje é mais ungido que Davi e se Davi foi repreendido, esses pastores vendilhões também devem ser!

Um outro fato me preocupa muito, inefabilidade dos pastores modernos. Por mais heresias que eles ensinem, não podem ser corrigidos, pois são infalíveis aos olhos de seus seguidores (deles mesmo e não de Cristo!). Exatamente como os católicos enxergam o papa. Um homem acima das leis, inclusive as leis de Deus.

Hoje temos pastores que se tornaram donos da igreja, o que eles dizem vira lei, sem se quer ser confrontado com a Bíblia. Um “apostolo” disse que recebeu uma revelação de Deus, e nesta revelação o Senhor lhe deu a direção de pedir o TRIZIMO, que seria 30% do salário do mês de dezembro (incluindo o 13o salário) dizendo que era 10% para o Pai, 10% para o Filho e 10% para o Espírito Santo, veja o que a Bíblia diz:

“Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra e o Espírito Santo; e estes três são um.”  (I João 5:7), se os três são um, porque tenho que dar 10% pra cada?

Não é raro vermos bênçãos sendo vendidas nas igrejas. Basta vermos os testemunhos das igrejas, onde as pessoas dizem ter alcançados as referidas graças após se tornarem contribuidores, colunas, mantenedores, patrocinadores e etc. Deixando assim sub-entendido que só alcançam os milagres aqueles que contribuem financeiramente. Quantas vezes ouvimos dizer que após se tornar um “colaborador” do ministério o filho saiu das drogas, o marido largou da amante, a filha se reconciliou com o Senhor. Mas esta é a função dos dízimos e das ofertas?  A resposta é NÃO, os dízimos e ofertas são uma forma de mostrarmos a Deus que confiamos nEle e devolvemos parte daquilo que ele tem nos dado, assim como Jacó fez em Gênesis 28, a partir do versículo 18.

O Evangelho é muito mais que riqueza, fama, posses, ou qulquer outra coisa dessa terra, o verdadeiro Evangelho é o que revela o amor do único e eterno Deus, que se fez carne (João 1:1-5) e como o cordeiro de Deus, morreu na cruz levando sobre sí os nossos pecados e nos dando a possibilidade de vida eterna. O Jesus a quem eu sirvo, ressucitou no 3o dia, e tem “todo o poder nos céus e na terra “(Mateus 28:18) e “está conosco todos os dias até a consumação dos séculos” (Mateus 28:20)

 Vamos buscar a vida eterna que o Senhor Jesus nos prometeu em João 11:25, vamos buscar agradar a Deus, pois é “melhor agradar a Deus que aos homens” ( Atos5:29). Como o apóstolo Paulo escreveu em I Corintios 15:29 “Se esperamos em Cristo só nessa vida, somos os MAIS miseráveis de todos os homens”.

Que Deus te abençoe, e a ELE seja dada toda honra, glória e louvor!

Compartilhe com seus amigos Compartilhe com seus amigos

Edir Macedo defende o aborto!

Edir Macedo defende o aborto!

Como podemos ver no vídeo, o bispo Macedo defende o aborto como forma de planejamento familiar, ou em outras palavras, se eu quiser ter o filho, espero nascer, se não tiro. Pior é ver que ele defende essa tese com veemência (ou com demência?). Há muito tempo eu tenho opiniões contraditórias às do bispo, mas até hoje minha discórdia era apenas pela teologia da prosperidade e os amuletos distribuídos na IURD, que pra mim são patuás gospel.

Porém dessa vez o bispo Macedo passou de qualquer limite biblicamente aceitável, defender o aborto como planejamento familiar é o fim, é a apostasia dos últimos dias que o apóstolo Paulo se referiu na sua cara a Timóteo. Não me surpreenderia se o bispo Macedo passasse a autorizar o casamento gay em sua igreja.

No seu blog, o bispo defendeu a idéia de que o Senhor Jesus falou sobre o aborto. Como já é de costume dele, usou o texto fora do contexto (texto fora do contexto gera pretexto para heresias) e mais uma vez deturpou a santa Palavra do Senhor, que deveria ser levada mais a sério por esse povo!

Veja abaixo um trecho do blog:

Para os que acreditam não haver embasamento bíblico no que eu digo, cito o momento em que o Senhor Jesus sentou-se à mesa com Seus discípulos para celebrar a última ceia, antes de ser torturado e morto. Ele anunciou que ali estava presente quem O trairia, e sentenciou: “O Filho do homem vai, como está escrito a seu respeito, mas ai daquele por intermédio de quem o Filho do homem está sendo traído! Melhor lhe fora não haver nascido!” Mateus 26-24

 Meus irmãos, se Judas tivesse sido abortado Deus com certeza colocaria outro traidor no caminho do nosso Salvador, se não as profecias não se cumpririam. Deus voltaria atrás na sua Palavra? Claro que não. Judas deixou o diabo usá-lo, visto que ele já roubava a bolsa dos apóstolos (João 12:6). No Antigo Testamento já havia sido profetizado através da boca do proféta Zacarias:

Porque eu lhes disse: Se parece bem aos vossos olhos, dai-me o meu salário e, se não, deixai-o. E pesaram o meu salário, trinta moedas de prata. O SENHOR, pois, disse-me: Arroja isso ao oleiro, esse belo preço em que fui avaliado por eles. E tomei as trinta moedas de prata, e as arrojei ao oleiro, na casa do SENHOR. (Zacarias 11:12-13)

O problema da violência, da gravidez indesejada, das familias sem estrutura se inicia na EDUCAÇÃO. Se a população não tem escolaridade, não há uma base social e consequentemente não tem oportunidades de emprego e fatalmente partem para o lado obscuro da vida. Se todos tivessem oportunidade de trabalhar e ganhar o seu dinheiro honestamente, com certeza reduziria e muito esses problema, só partiriam realmente para o crime, aqueles que tem falha no caráter e não por simplesmente verem suas mães ou filhos passando fome.

Planejamento familiar não deve ser feito com aborto, mas sim com educação e concientização. As eleições estão ai e podemos escolher em quem vamos votar. EU NÃO VOTO EM NINGUEM APOIADO PELO BISPO MACEDO. Imaginem se um candidato apoiado por ele é eleito, com certeza defenderá os interesses do bispo e tentará legalizar o aborto no Brasil.

O bispo defende a legalização do aborto, usando a alegação de que muitas mulheres morrem em clínicas clandestinas. Se mantivermos essa linha de pensamento, devemos liberar também as drogas, pois muitos jovens morrem por dia na guerra do tráfico, tentando ajudar seus chefes a tomarem a “boca”da quadrilha rival. A idéia então deveria ser a de o governo controlar a venda das drogal, tal como faz com o cigarro e as bebidas alcólicas. Essa seria a melhor solução? ‘NÃO! O melhor é mostrar para as crianças que o fim de uma vida no crime é morrer assasinado!

Cabe também lembrar que a criança que está no ventre da mãe já tem alma e sente o que acontece “aqui fora”. Vejamos isso na bíblia:

E aconteceu que, ao ouvir Isabel a saudação de Maria, a criancinha saltou no seu ventre; e Isabel foi cheia do Espírito Santo. (Lucas 1:36)

Quem comete o aborto é ASSASSINO e quem o incentiva é CO-AUTOR do crime, se tornando ASSASSINO também. A Bíblia diz claramente em Apocalipse qual será o fim dos homicidas.

Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira. (Apocalipse 22:15)

No fim dessa história toda eu fico com a Palavra de Deus, porque os céus e a terra passarão, mas as Palavras de vida eterna do Senhor jamais passarão.

Fiquem a vontade para comentar, desde que com sabedoria e respeito. Evite palavrões!

Compartilhe com seus amigos Compartilhe com seus amigos